18 de junho de 2020, por:

Vencedores do Edital Musica Transformam contam como foi a experiência

A última live do edital Música Transforma foi o ao ar na quarta-feira (10/06). O edital foi um verdadeiro sucesso, com recorde de inscrições e de votos. As lives tiveram ótimos números de acesso, com mais de 5 mil visualizações. Conversamos com os vencedores do edital que falam mais sobre como foi a experiência de serem selecionados nas duas fases e todo o processo de produção das lives.

Maria Fxntes

Participar do edital Música Transforma 2020 foi uma oportunidade ímpar. A começar pelo período de votação, não imaginei que conseguiria ser uma das classificadas dentre tantos artistas talentosos que admiro. Desde então já foi muito proveitoso pois ganhei bastante visibilidade para meu trabalho com o engajamento das pessoas durante a votação.

A preparação pras lives também foi maravilhosa. A equipe muito atenciosa e paciente, sempre muito empenhada em apresentar o melhor trabalho possível dentro das limitações da quarentena. As mentorias foram excelentes, aprendi muitas dicas no processo e certamente vou aplicar nos meus trabalhos futuros.

Sem falar dos brindes né? Não esperava ganhar tantos “mimos”, fiquei muito feliz com os kits da Arte Musical e Casa Nacre, que se preocuparam em selecionar produtos que atendessem minhas necessidades.

Obrigada Som Sem Plugs pelo cuidado e por toda a experiência, espero que essa parceria aconteça novamente no futuro!

Marcus Vinicius

Ser contemplado foi uma maravilha. A partir dai comecei a me concentrar na minha live. Esse edital foi uma oportunidade de recomeço por causa da pandemia, pois estava tudo parado e sem perspectiva. Foi uma nova experiência online, à distancia e ao mesmo tempo perto, pois o contato com os profissionais das mentorias se deu de forma muito prática. Me foi apresentado um novo universo, uma nova perspectiva, aprendi bastante foi totalmente inovador.

No dia da live organizamos tudo com muito carinho e preparamos o cenário, o figurino, áudio e o repertório de forma a contextualizar com minha vida, minha família. Todas as músicas selecionadas contam minha trajetória, minhas parcerias e procurei falar tudo isso na forma de canções. O pessoal do Som Sem Plugs me apoiou e me deixou inteiramente à vontade de fazer tudo ao meu modo, e me senti em total liberdade fazer esse trabalho da minha casa para todo mundo.

Foi uma experiência enriquecedora e pretendo fazer outras lives com tudo que eu aprendi e deixo meu agradecimento à todo o pessoal do projeto. Foi muito importante participar e mostrar meu trabalho, principalmente algumas parcerias com minha esposa e meu filho, que está em Portugal e assistiu a live de lá. Ficamos todos muito felizes com o resultado.

Anchieta Menezes, Regional Choro da Terra

Foi uma experiência muito gratificante. Produzir a live com o suporte do Som Sem Plugs foi algo muito bacana, pois houve um excelente orientação, todas as dúvidas foram tiradas. Uma coisa é fazer um video com todos juntos no mesmo local, e por causa da pandemia isso era inviável.  Tivemos que fazer com cada integrante da banda na sua residência, com suporte online, e todas as mentorias oferecidas pelo projeto de foto, vestimentas e áudio.

Aprendemos bastante com isso tudo, até mesmo para que a gente possa produzir de nossa parte novos vídeos. O Som Sem Plugs foi fantástico em toda ação. Gostaria de agradecer à todos que votaram na gente, que acreditaram no nosso trabalho e pedimos que nos sigam no instagram @regionalchorodaterra pra continuar acompanhado nossa música. Somos todos agradecimentos!

Júlio Lima

O edital foi muito importante nesse momento de pandemia, pois os artistas foram a primeira categoria à parar e provavelmente serão das últimas a retornarem suas atividades normalmente. O processo de ser selecionado na primeira fase já me trouxa muita felicidade, principalmente por estar ali ao lado de grandes nomes da música potiguar. Procurei envolver família, amigos e chegados na votação da segunda fase, e conseguimos mais de 27 mil votos. Foi muito lindo ver todo mundo engajado e isso prova que quando nos unimos pelo bem comum sempre dá certo.

A live foi maravilhosa, de muita qualidade. Pude mostrar trabalhos que já lancei e que ainda estão para ser lançados, sempre apontando a música como transformação do ser humano. Foi a cereja do bolo, a entrevista bem sucedida com a Dani Cruz, e todo o suporte da equipe. Gostaria de agradecer e desejar que o Som Sem Plugs continue apoiando e incentivando à musica autoral potiguar.

Breno Slick

Desde o primeiro momento que fui selecionado já foi importante pra mim pelo fato de ser meu primeiro passo em um projeto solo, o processo de votação popular do edital foi um momento onde eu pude aproveitar, além de pedir que votassem em Breno Slick comentava um pouco de como estava sendo esse novo desafio de um projeto solo.

Estar ali concorrendo ao lado de artistas que eu admiro, acompanho o trabalho, compartilho o trabalho era um momento único.

Sabia que tinha chances reais de chegar entre os classificados pelo fato de já ter participado em outros momentos de votação popular com o Time de Patrão.

Mas, confesso que fiquei surpreso pela quantidade de votos um total de 15,660. Mais surpreso ainda com os grupos que se formaram pra me ajudar nessa campanha.

Daí chega o resultado, fiquei entre os classificados e era hora de fazer valer a pena os dias de campanha atrás de votos, as pessoas que me ajudaram em especial minha comunidade da Serrada e toda a equipe do atelier Sonoro que deram total suporte.

Participar do projeto do som sem plugs foi muito importante não só pra mim como artista, mas pela cena do rap local, furar bolhas, conquistar outros espaços.
No edital música Transforma Breno Slick representava o rap para vários públicos, Breno Slick representava a rua para muitas pessoas que não a conhecem, o Rap potiguar estava sendo representado e com a qualidade que o Atelier Sonoro propôs era impossível não ter uma resposta positiva de quem assistiu.
Mais de 2k de views na live mostra que todo esforço deu super certo.