18 de novembro de 2019, por:

Rastabrothers, a irmandade a serviço do som

Há três anos, os irmãos Jonathas Rodrigo e Judson Philipe decidiram se juntar para um novo projeto. Os dois já carregavam bastante bagagem musical, com participações em várias bandas e parcerias diversas e deram inicio ao Rastabrothers. E são eles que protagonizam a última estreia aqui do Som Sem Plugs.

Jonathas relembra sua trajetória como músico e que começou a tocar na noite há 13 anos. Antes de se aventurar pelo reggae, já havia tocado em bandas de rock e de forró. Foi ao entrar no Rastafelling, em 2009, que as coisas começaram a seguir o rumo de Jah.

“Eu já conhecia Allan (lider do Rastafelling), pois a gente morava no mesmo bairro. Eu tinha uma banda chamada Filhos de Mamanjeba, que tinha até uma boa reputação na época, e logo quando esse projeto acabou eu entrei pro Rastafelling. É ai que eu considero o meu ponta pé profissional na música”, relembra Jonathas.

Com várias parcerias entre músicos locais, regionais e até mesmo internacionais, Jonathas destaca que já tocou com quase todos os cantores de Natal. Por aqui mesmo no Som Sem Plugs, Jonathas assinou o baixo das produções com Diego Brasil e com o estadunidense Colby Lee Houston.

Seu irmão Judson também ingressou no Rastafelling e assumiu as baquetas. Baterista também com muita experiência na noite e muitas parcerias, o maior destaque de Judson ficou por conta de sua participação recente no grupo Os Carcarás, que foi destaque no quadro a Capella do Domingão do Faustão em 2016.

Os dois desembarcaram do Rastafelling em busca de novas ares e fundaram o Rastabrothers. A estreia aqui no Som Sem Plugs coincide com o aniversário de três anos de formação. Enquanto Jonathas cuida de toda parte de conceito e produção, Judson cuida da parte musical do grupo.

Mantendo sempre a espinha dorsal reggueira, o Rastabrothers se envereda também por outros estilos, adicionando camadas de rap e pop e outros experimentos ao seu som. A ideia, conta Jonathas, é não se engessar tanto. “Não estamos nos prendendo tanto ao reggae, procuramos estar mais livres em busca da sonoridade em nossas composições. Acho que existe um momento, uma hora certa para se ouvir e tocar estilos de música diferentes. O importante é tocar com sinceridade e verdade sempre”, completa.

Além de servir como comemoração de aniversário, a estreia aqui no Som Sem Plugs também inaugura uma nova fase do grupo. A proposta é lançar videos todos os meses, sempre com a participação de um convidado, e tentar expandir o Rastabrothers pra uma espécie de selo musical.

No meio do ano os irmãos lançaram um EP junto de Bob Marlom, tocaram em São Paulo e gravaram com o rasta brasiliense Dudu Aire em agosto. O lançamento desse novo trabalho está previsto para o inicio do ano que vem. Enquanto isso você aprecia a participação dos brothers aqui no Som Sem Plugs, com a canção “Menina de Ponta Negra”.