27 de abril de 2020, por:

Enrevista: Ana Ubarana fala sobre o edital SEBRAE de economia criativa

Ana Ubarana. Foto: Divulgação.

O Edital SEBRAE/RN para economia criativa está aberto desde o ultima dia 13 e segue até 13 de maio. Os interessados podem acessar o edital AQUI  Conversamos com Ana Ubarana, gestora dos projetos de economia criativa da instituição que detalha mais sobre o edital.

Qual a importância do edital abranger oito segmentos culturais diferentes?

A ideia é contemplar as principais categorias que envolvem a cultura e a economia criativa. Já estamos lançando esse edital especifico há seis anos, e o principal objetivo é viabilizar parte das despesas desses projetos.

Como avalia esse momento em que há uma expansão de chamadas para produtos e serviços digitais?

Analiso esse momento de expansão de chamadas como uma grande oportunidade e uma tendencia de algo que já vinha acontecendo. Agora com esse novo cenário de pandemia se tornou algo extremamente necessário. A transformação digital, a oferta de novos produtos e serviços e novas formas de monetização desses produtos da economia criativa.

O edital prevê estimular o empreendedorismo na área cultural. Que tipo de ação os artistas podem realizar para superar esse momento difícil?

Os artistas podem propor uma gama variada de projetos, é bem aberto e abrangente. Pode ser desenvolvimento de aplicativos, sites; apresentações online, ao vivo ou gravadas; disponibilização de conteúdos diversos em plataformas digitais; criação de ebooks, etc. Há um mundo de possibilidades para as propostas.

Os interessados em participar do edital deverão apresentar proposta de orçamento até o teto oferecido. O quanto isso é importante para a proposta ser selecionada?

Eles precisam apresentar uma proposta com os custos que ele terão, independente do valor do apoio. O orçamento deve ser compatível com a proposta, mesmo que ela esteja acima do teto. Os proponentes deverão informar quais despesas podem ser custeadas pelo SEBRAE, caso a proposta venha a ser selecionada. A banca irá avaliar as propostas de acordo com os critérios estabelecidos no edital, como abrangência do projeto, viabilidade de execução, alcance social e etc.

Como os selecionados poderão utilizar os recursos previstos?

Esse edital possui uma característica onde o selecionado não recebe o recurso. O SEBRAE efetua o pagamento diretamente aos fornecedores indicados pelo proponente. Neste ano poderão ser indicados até cinco fornecedores, com emissão de cinco notas fiscais e o pagamento é realizado por transferência bancária para conta pessoa jurídica do fornecedor. Para valores acima de mil reais, é necessário enviar três propostas de fornecimento além da nota fiscal, sendo esta no valor da menor proposta.